Páginas

Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

segunda-feira, 30 de março de 2009

Turco fazendo empréstimo (Humor)

O turco Salim chega ao banco e fala para o gerente:

- Eu quer fazê uma embréstimo!!!

Surpreso, o Gerente pergunta para Salim:

- Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto?

- Uma real.

- Um real? Ah, isso eu mesmo te dou.

- Não, não! Eu querer embrestado da Banco mesmo! Uma real!

- Já que quer assim, são 12% de juros para 30 dias....

- Zem broblema! Vai dar uma real e doze zentavos. Onde eu assina?

- Um momento, Salim.. O Banco precisa de uma garantia. Sabe como é, são as normas.

- Bode begá meu Mercedes zerinha, que tá lá fora e deixá guardado no garagem da Banco, até eu bagá a embréstimo. Tá bom azim?

- Feito!!!

Chegando em casa, Salim diz para Jamile:

- Bronto, nóis já bode viajá bra Turquia zem breogubazon... Conzegui dexar a Mercedes num garagem do Banco do Brasil bor 30 dias e eu só vai bagá doze zentavos.

sábado, 28 de março de 2009

Irreverente d'Leite














Quão irreverente ele pode ser
eu não sei, mas posso dizer
o pouco que vim a conhecer
eu te gosto, posso o inaltecer

André, esta singela poesia
é para dizer que tens valor
sem ser piegas e em heresia
mas todo leite tem doce sabor

Escondidos nós dois confessamos
nossos sentimentos nada profanos
e na troca então nos interessamos
na antagônica amizade a fios anos

Intrínsecos ideais em turbilhões
de experiências outrora vividas
palavreados estouram interjeições
da vida por poucos correspondidas

Sem conseguir se entender direito
seu âmago, supõe não compreendido
eu lhe deixo palavras em respeito
deste universo a lhe ser proferido

Por fim, amigo, nada de pleonasmo
saiba que cada um tem seu espaço
mesmo que comente em sarcasmo
a si, eu lhe retribuo num abraço

(por Sissym)

quinta-feira, 26 de março de 2009

" Revolução da Alma "

Ninguém é dono da sua felicidade, por isso não entregue sua alegria, sua paz nem sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém. Somos livres, não pertencemos a ninguém e não podemos querer ser donos dos desejos, da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja.

A razão da sua vida é você mesmo. A sua paz interior é a sua meta de vida. Quando sentir um vazio na alma, quando acreditar que ainda está faltando algo, mesmo tendo tudo, remeta teu pensamento para os seus desejos mais íntimos e busque a divindade que existe em você.

Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você. Não coloque o objetivo longe demais de suas mãos: abrace os que estão ao seu alcance hoje.

Se anda desesperado por problemas financeiros, amorosos, ou de relacionamentos familiares, busca em seu interior a resposta para se acalmar, você é reflexo do que pensa diariamente. Pare de pensar mal de você mesmo(a), e seja seu melhor amigo(a) sempre. Sorrir significa aprovar, aceitar, felicitar. Então abra um sorriso para aprovar o mundo que te quer oferecer o melhor. Com um sorriso no rosto as pessoas terão as melhores impressões de você, e você estará afirmando para você mesmo que está "pronto“ para ser feliz.

Trabalhe, trabalhe muito a seu favor. Pare de esperar a felicidade sem esforços. Pare de exigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda. Critique menos, trabalhe mais.

E não se esqueça nunca de agradecer. Agradeça tudo que está em sua vida nesse momento .

Nossa compreensão do universo ainda é muito pequena para julgar o que quer que seja na nossa vida. A grandeza (da vida) não consiste em receber honras, mas em merecê-las.


Aristóteles, filósofo grego, escreveu este texto

"Revolução da Alma“ no ano 360 a.C., e é eterno


quarta-feira, 25 de março de 2009

Por que chamadas de MALUCAS?

Com alguns assuntos rolando nos bastidores, eu me lembrei de uma passagem na minha vida, pesquisando na minha constante sede de aprender encontrei a mesma ocorrência em livros escritos por psicanalistas conceituados.

Em 2007, depois de passar pelo Jecrin (Juizado Especial Criminal) - referente a Lei Maria da Penha, eu tive uma entrevista com uma Assistente Social; quando ela estava do lado de fora da sala, continuou a conversar comigo. Então uma senhora de idade, bem vestida, cabelos brancos, disse:

- Ah sei, chamou-lhe de maluca!

Eu olhei para ela e perguntei:

- Como a senhora sabe do modo que continua me tratando? - eu pensei que ela trabalhasse ali.

- É porque todos nos chamam assim depois que os denunciamos, o meu ex-marido também fala assim.

Ou seja, ela era, naquela idade avançada, outra vítima de violência.

Em tudo que eu devorei em termos de literatura do gênero encontrei até situações piores, somos acusadas de características impróprias. O agressor reverte e distorce o crime, mostrando uma aparência sã perante a sociedade, quer afirmar que ele sim é uma pessoa normal e sociável e a mulher a pessoa desequilibrada. Se nós vítimas estivermos sós, sem sustento familiar, então naufragaremos, porque o ano pós denúncia é totalmente avassalador. Neste ínterim podemos apontar os verdadeiros amigos, se estivermos desamparadas financeiramente, o abismo está a um passo adiante.

Não desejo falar agora da Lei Maria da Penha, os leitores amigos já devem ter percebido que eu tenho total aversão a usá-la, não exatemente por ser contra, a idéia é valida, mas num país de justiça favorável, parcial, ficamos vulneráveis e colocamos em risco nossas vidas e especialmente o lado psicológico dos filhos.

O que me trouxe a escrever este artigo é a possibilidade de algumas mulheres se tornarem vulneráveis sofrendo, simultaneamente, a sedução de um único homem. Quando o macho é pego e elas decidem se unir, há um jogo de sair pela tangente e salve-se quem puder. As mulheres ficam um tanto inseguras sem saber até onde há solidez, enquanto umas ainda mais apaixonadas podem criar resistência. Do outro lado, o homem sedutor é capaz de ser dissimulado, para cada uma contar um fato, inclusive confidencializando que a "adversária" é maluca, deprimida, carente, etc.. Este homem também pode ser alvo de intrigas, claro decorrente de suas investidas desenfreiadas e infantis, a ponto de sofrer perda de orientação e culminando no vilipendio de sua credibilidade.

Eu passei na pele e tenho verdadeira repulsa sobre ser chamada de maluca. Digo que penso muito antes de usar esta palavra. Até brincando eu hesito. É um termo doloroso e o sentimento é comparável a ter uma doença incurável ou epidêmica.

É completamente impossível pedir àqueles que estão lendo isso que evitem intitularem qualquer pessoa deste adjetivo, embora seja muito comum, pode ser captado como maldoso e ferino.

Eis uma das máscaras dos seres humanos.

Voltarei a falar mais de assuntos ligados à violência contra a mulher.



domingo, 22 de março de 2009

a inveja é uma M E R D A !!!


À rede de participantes do diHITT!

Eu lamento usar palavra inadequada e diferente daquilo que costumo usar.

A última vez que saí do diHITT eu tinha um fake andando atrás de mim e como uma tonta nem percebi até a hora que tudo ficou insuportável.

Contudo, estava sendo negativada gratuitamente em minhas postagens como aconteceu há 02 meses atrás. Infelizmente, pode se tratar de outro fake ou não.

Aliás, se não dá para apostar as fichas em quem é de carne e osso, como dar voto de confiança para fotos, imagens, avatares, deixado-se levar por palavras bonitas mas sem real sentimento? Este é o mundo virtual. Onde tudo pode ser uma grande mentira. Quem falar mais bonito, saber enganar quem desejar, alguns seguidores dirão amém porque tem livre arbítrio para acreditar.

Eu lamento a neurose, maldade, apelação, inveja, existente num site destinado a veicular notícias. Foi justamente este slogan que me fez entrar e ficar no diHITT.

O mundo da comunicação destina-se a veiculação de mesmos assuntos abordados de maneiras diferentes. Associado a esta concepção, neste site, acabamos por fazer "amizades", há pessoas muito bacanas, homens e mulheres, porém alguns de nós acabamos por ser perseguidos por alguns doentes que talvez na ganância de subir no ranking querem derrubar quem considerar ter total capacidade para superá-los.

Isso sem dizer que algumas pessoas também podem estar na disputa por outras coisas... felizmente esta questão desprezível eu lamento mas não me interessa. Outras coisas eu tenho fora daqui.

Então é isso?

Assim, pouco a pouco os bons colegas da informação e simpatia vão sumindo.

Eu queria antes de terminar, informar o quanto me é difícil prestar informações, parcerias, acompanhamentos e postagens de matérias, porque estou sem internet em casa e com um micro totalmente obsoleto. Então, eu faço um esforço enorme para fazer o melhor possível e agradar pessoas realmente belas e íntegras que estão aqui seja no 1° lugar seja no último.

Eu já saí uma vez, entreguei o meu ranking aos invejosos, voltei, novamente estou lá, e não teria nenhum problema em pisar no freio novamente, porque minha vida pessoal ainda está conturbada e cargas negativas virtuais eu abomino. Eu quero solução e não encontrar mais problemas para a minha vida.

Se algumas raras pessoas preferirem continuar "confundindo" situações, vou me calar e parar de participar.

"É isso", como diz meu estimado amigo.

Sissym.

terça-feira, 17 de março de 2009

Cupido malfadado

Mas que tonto é você cupido,
está brincando com sentimentos?
Já estava em alerta no sentido
de me precaver, vive mentindo.

Não entende que este site é legal?
Nao misture as coisas Don Juan!
O que pensa fazer é muito mal,
Nós mulheres já o sacamos...

Neste mundo virtual aprendemos
separar o joio do trigo neste mural
para isso nós mulheres nos uniremos
contra esta presença sobrenatural

Tire logo de sua face a máscara
Digas, quantas ousa então usar?
Você é um ser totalmente facínora
Desprezamos você, vai se ferrar!

Portas se abrem, portas se fecham
Nem nos meus recados o aceitarei
Recolha-se, nossos rostos findam
o anacronismo, assim terminarei.

Pois então, vivam as mulheres
Deixe de psicologia nas matérias
Na ausência noturna fomos céleres
Escracharemos você ferinamente!

(por Sissym, felinamente)

domingo, 15 de março de 2009

diHITT: eu gosto de voceS !!!







Minha alma canta
Vejo o Rio de Janeiro
Estou morrendo de saudades
Rio, seu mar
Praia sem fim
Rio, você foi feito prá mim
Cristo Redentor
Braços abertos sobre a Guanabara
Este samba é só porque
Rio, eu gosto de você
A morena vai sambar
Seu corpo todo balançar
Rio de sol, de céu, de mar
Dentro de um minuto estaremos no Galeão

Este samba é só porque
Rio, eu gosto de você
A morena vai sambar
Seu corpo todo balançar
Aperte o cinto, vamos chegar
Água brilhando, olha a pista chegando
E vamos nós
Aterrar...


voz/violão João Gilberto
música: Tom Jobim


Pois abençoados por Deus,
Cidade esta linda por natureza,
vejam, nossa festa, que beleza!
No final lamentamos dar adeus!

Saibam desta confraternização
selou virtuosa e completa harmonia
palavras e rimas vindas do coração
para celebrar a voces toda alegria!

Amigos do diHITT, eu gosto de voces!
Espero que todos continuem juntos
Faço votos e rogo diárias preces
Celebrando todo fraterno conjunto.

(por Sissym)